Acidente Vascular Cerebral - AVC

O acidente vascular cerebral (AVC) resulta da diminuição da irrigação sanguínea no cérebro, causando lesões celulares e danos nas funções neurológicas.
O AVC é considerado uma das principais causas de morte em vários países do mundo e a principal causa de incapacidade neurológica dependente de cuidados de reabilitação.
Existem basicamente dois tipos de AVC: o Isquêmico quando não há passagem de sangue para determinada área, por uma obstrução no vaso ou redução no fluxo sanguíneo do corpo e o Hemorrágico quando o vaso sanguíneo se rompe, derramando sangue.



Sinais e sintomas:
- Cefaleias, sonolência ou até mesmo coma;
- Desorientação e agitação que podem evoluir para estados de inconsciência;
- Disartria, afasia (dificuldade de expressão e compreensão de pensamentos);
- Hemiparésia (diminuição da força de um lado do corpo);
- Hemiplegia (alteração da mobilidade de um dos lados do corpo);
- Desvio da comissura labial;
- Alteração da reacção das pupilas à luz (assimetria);
- Parestesias (formigueiro);
- Incontinência de esfíncteres;
- Náuseas e vómitos;
- Convulsões;
- Hipertermia (ocasionalmente).
 
Cuidados de emergência:

- Manter uma atitude calma e segura;
- Acalmar a vítima, não forçar a comunicação verbal;
- Executar o exame da vítima;
- Verificar e registar os sinais vitais da vítima;
- CHAMU;
- Administrar O2 a 10 lt/min, por máscara balonete. No caso de diminuição acentuada da F.R. ou em caso de PCR o débito passa para 15 lt/min através de insuflador manual ou máscara de bolso;
- Não dar nada de comer ou beber à vítima;
- Transportar a vítima em decúbito lateral para o lado oposto ao da hemiparésia com elevação da cabeceira a 30º;
- Proteger o lado afectado, uma vez que a vítima pode perder a mobilidade e a sensibilidade de um dos lados, ter em especial atenção a fim de evitar que acidentalmente se provoquem lesões.

4 comentários:

Anónimo disse...

Boas, em que manual de TAS é que diz que em caso de suspeita de AVC administrar O2 a 10 L/min?

Ass: TAE

Anónimo disse...

no manual de TAS do inem

Ass: Bombeiro que fez curso no inem

Anónimo disse...

Eu gostava de saber quem escreveu isto...


Primeiro AVC nao é a 3ª causa de morte mas sim a 1ª...

Segundo é relativo a oxigenoterapia, e em PCR gostaria de saber como consegue admistrar O2 em máscar de Bolso.

Tiago Pereira

Mini Manual de TAS disse...

Caro Tiago Pereira seja bem-vindo a este blogue.

Ainda que tenha feito abordagem pedagógica lamento que tenha utilizado um ligeiro toque de altivez.

Relativamente à informação sobre AVC, compete-me responder que dependo da base estatística que se consulta as doenças cardiovasculares podem ocupar diferentes posições, dependendo do país a que a análise se refere.
No entanto optei por retificar o texto de modo a corrigir um índice que está sempre em permanente atualização.

Relativamente à segunda questão como é óbvio, e segundo o meu exíguo conhecimento de socorrismo, penso que a ideia era referir que:
No caso de diminuição acentuada da F.R. ou em caso de PCR o débito passa para 15 lt/min através de insuflador manual (ou no caso de não ter uma garrafa de O2 recorre-se à utilização de uma máscara de bolso para proceder às insuflações);

Com os melhores cumprimentos,
Mini Manual de TAS