Angina de peito

Angina de peito define-se como sendo uma dor torácica breve ou uma sensação de pressão que se produz quando o músculo cardíaco não recebe oxigénio suficiente.
Normalmente, a dor surge quando se associam vários factores que aumentam o volume de trabalho do coração e existe necessidade de maiores quantidades de oxigénio.
A crise pode-se desencadear perante uma emoção intensa, tanto de desgosto como de alegria (pois o coração bate mais depressa, aumentando as necessidades de oxigénio), quando se caminha ou quando se corre, quando se pratica exercício após as refeições (o aparelho digestivo requer mais sangue)...

Sinais e sintomas:- Dor retro-esternal, contínua na intensidade (sensação de aperto, peso, opressão ou facada);
- Irradiando para o membro superior esquerdo, pescoço e mandíbula, abdómen;
- Ligeiro desconforto até opressão intensa;
- Normalmente dura cerca de 2 a 3 minutos;
- Factores desencadeantes: esforço físico, emoções, frio intenso;
- Factores aliviantes: nitroglicerina e/ou tirar o factor desencadeante.

Cuidados de emergência (ANGOR e E.A.M.):
- Manter uma atitude calma e segura;
- Manter um ambiente calmo e EVITAR que a vítima faça qualquer esforço;
- Posicionar a vítima na posição mais confortável;
- Administrar O2 a 15 lt/min mascara balonete (Fi O2 100%);
- Avaliar e caracterizar a dor;
- Manter a temperatura corporal;
- Não dar nada a beber;
- Verificar e registar os sinais vitais (ter especial atenção ás características da respiração, pulso e pressão arterial);
- Prosseguir o exame da vítima (C-H-A-M-U);
- Vigilância apertada dos sinais vitais (risco de choque e PCR);
- Manter estes cuidados durante o transporte.

Sem comentários: