Aborto

Chama-se aborto à expulsão do bebé e da placenta, quando a criança não está ainda suficientemente desenvolvida para viver por si só. Quer o aborto tenha sido espontâneo ou provocado, não lhe compete, julgar a mulher e, como sempre, a sua atitude deve ser de apoio e competência profissional. Esta situação causa, frequentemente, hemorragias graves.
Sinais e sintomas:
- Pulso rápido;
- Palides e Sudorese
- Fraqueza;
- Dor abdominal;
- Hemorragia vaginal, com ou sem saída do feto.
Actuação:
- Deitar a parturiente com elevação dos membros inferiores;
- Manter a temperatura corporal, cobrindo-a com um cobertor;
- Não tocar na área da vagina, pois pode facilmente provocar infecção;
- Aplicar pensos higiénicos ou compressas esterilizadas para embeber o sangue;
- Administrar O2 a 3lt/min. No caso de hemorragia abundante e/ou presença de choque administrar a 10lt/min;
- Transportar para o hospital também o feto, se este tiver sido expelido, mas fora do alcance da mãe.

Sem comentários: