Convulsões da grávida durante o parto

- Esta situação é sempre extremamente grave, ficando, a grávida, muitas vezes, a seguir às convulsões, em coma;
- Por esta razão, a grávida deve ser transportada o mais rapidamente possível para a maternidade, deitada para o lado esquerdo e com apoio de O2 a 3lt/min;
- Porque os estímulos provocam novas convulsões, o transporte deve ser feito suavemente, sem luzes nem sirenes nem manobras bruscas.

Sem comentários: