Apresentação pélvica


Na maioria dos partos, a cabeça do bebé é a primeira zona do corpo a sair, no entanto, pode acontecer o contrário e saírem primeiro os pés ou as nádegas. Neste caso, deve-se transportar a grávida para o hospital, com as pernas e as nádegas elevadas.


Actuação:
Deve esperar que o parto nessa circunstância se processe rápida e facilmente, mas se tal não acontecer, a conduta recomendável é a seguinte:
- Instruir a parturiente para que se deite bem à beira da maca de tal forma que o bebé, à medida que vai saindo através do canal vaginal, vá ficando pendente;
- Sairão, primeiro os membros inferiores. Com as mãos receba o bebé de maneira a este ficar com as coxas flectidas sobre o tronco;
- De seguida sairá o tronco e os membros superiores e, por fim, normalmente sairá a cabeça;
- Com ambas as mãos vai receber o bebé de maneira a este ficar com as coxas flectidas.
- Atenção às circulares do pescoço. Logo que exteriorize o cordão umbilical, deve-se fazer uma ansa do mesmo e continuar a aguardar;

Deve executar a seguinte manobra:
- Se se interromper o trabalho de parto quando aparecem as axilas;
- Deve meter os dedos, indicador e médio no canal vaginal de modo a que a palma da mão fique voltada para a face do bebé;
- Desliza os dedos até encontrar o queixo e o nariz do bebé e afasta-os depois de modo a que o ar possa passar e a criança não sufoque. Esta manobra deve fazer-se até que a cabeça saia completamente ou se chegue ao hospital.
- Deve-se administrar O2 a 3l/min e proceder ao transporte imediato para o hospital.

Sem comentários: