Electrocussão


As lesões provocadas pelo contacto com a electricidade podem ser bastante perigosas e complexas, pelo que se deve abordar a situação de uma forma diferente, da de um simples lesão por queimadura. A electricidade, em contacto com o corpo humano, pode provocar vários tipos de lesão, os quais nem sempre são visíveis. Na maioria dos casos, os cuidados a prestar às vítimas deverão ser bastante abrangentes, dado a probabilidade da ocorrência de alterações graves da função respiratória, circulatória, renal e lesões importantes do sistema nervoso.
Assim, ao realizar o exame da vítima, há que ter em atenção quais as circunstâncias em que se deu o acidente e considerar as lesões que podem estar associadas, de modo a despistar eventuais traumatismos associados.

A identificação do local de entrada da corrente no organismo (porta de entrada) e do local de saída (porta de saída) permitem imaginar o seu trajecto e suspeitar de outras lesões associadas como alteração do ritmo eléctrico do coração por exemplo, pelo que constitui também um aspecto importante.

As queimaduras eléctricas devem ser analisadas de acordo com a causa que as provocou, assim temos:

► Queimadura de contacto (electrocussão) - À observação detecta-se habitualmente um ponto de entrada e um ponto de saída da electricidade, sem outras lesões visíveis. Neste caso, há que suspeitar da existência de lesões ocultas (internas) as quais podem atingir vários níveis de gravidade.
A passagem da corrente pelo corpo humano, pode ter provocado queimaduras internas, nomeadamente alterações do ritmo da ventilação, do ritmo cardíaco e da função renal.
Nas situações mais graves, pode mesmo provocar a morte por paragem respiratória ou cardíaca.

Queimadura por flash eléctrico ou arco voltaico - Em volta dos locais com alta voltagem existe um campo magnético capaz de exercer uma atracção sobre o indivíduo provocando-lhe lesões pela passagem de corrente através desse mesmo campo. Após essa passagem de corrente surge frequentemente projecção do corpo a grande distância o que origina outras lesões associadas do foro da traumatologia.

► Queimaduras por descarga directa - São queimaduras provocadas pela descarga eléctrica directamente sobre a roupa ou ambiente circundante ao indivíduo, descargas essas que assumem a forma de chama.

Sinais e sintomas:
- Obstrução parcial ou total das vias aéreas, por contractura muscular ou queda da língua;
-Paralisia dos membros, por lesão do sistema nervoso ou de origem traumática;
- Queimaduras locais, ao nível da porta de entrada e saída de electricidade;
- Convulsões, originadas normalmente por alterações eléctricas no cérebro ou por traumatismo crânio-encefálico;
- Dificuldade respiratória;
- Alteração do ritmo cardíaco;
- Podem ainda surgir: paragem cardíaca ou respiratória, inconsciência, alteração da visão, lesões da coluna e fracturas (quer por excessiva contracção muscular provocada pela descarga eléctrica, quer pela projecção da vítima à distância).

Actuação:
- Primeiro deve garantir as condições de segurança e só se aproximar do local após indicação dada por técnico especialista na área;
- Manter a permeabilidade da via aérea;
- Administrar O2 3lt/min;
- Avaliar e registar os sinais vitais mantendo vigilância apertada dos mesmos, nomeadamente da ventilação e pulso;
- Prosseguir com o exame da vítima, suspeitando sempre de traumatismocrânio-encefálico e vertebro-medular, pesquisando a porta de entrada e saída e existência de outras lesões associadas;
- Actuar perante as lesões encontradas.

Sem comentários: