Enfarte agudo do miocárdio - EAM

O enfarte agudo do miocárdio (EAM), usualmente conhecido como ataque cardíaco, é uma urgência médica na qual parte do fluxo sanguíneo que chega ao coração se vê reduzida ou interrompida de maneira brusca e grave.
Essa redução do fluxo sanguíneo origina a destruição (morte) do músculo cardíaco (miocárdio) devido à falta de oxigénio.

Sinais e sintomas:

- Dor retro-esternal, contínua na intensidade (sensação de aperto, peso, opressão ou facada);
- Irradiando para o M.S.E., pescoço e mandíbula, abdómen;
- Habitualmente é muito intensa;
- Pode chegar a durar horas;
- Pode não ter factor desencadeante;
- Pode não aliviar, mesmo com a nitroglicerina.
Factores associads (E.A.M.):

- Dificuldade respiratória, que pode chegar ao Edema Agudo do Pulmão, uma vez que perante uma lesão do coração em que este fique incapacitado do seu efeito de bomba, vai haver uma acumulação de líquidos a montante deste, provocando um encharcamento dos alvéolos pulmonares;
- Medo, apreensão (a sensação de morte evidente origina uma grande ansiedade na vítima, a sua expressão facial reflecte este facto);
- Perda da consciência (pode ocorrer no início ou no final do Enfarte do Miocárdio);
- Náuseas e vómitos (por vezes são os primeiros sinais a surgir, mesmo antes do aparecimento da dor);
- Pele pálida, húmida e viscosa;
- Sudorese;
- Pulso rápido e fraco.
Cuidados de emergência (ANGOR e E.A.M.):
- Manter uma atitude calma e segura;
- Manter um ambiente calmo e EVITAR que a vítima faça qualquer esforço;
- Posicionar a vítima na posição mais confortável;
- Administrar O2 a 15 lt/min mascara balonete (Fi O2 100%);
- Avaliar e caracterizar a dor;
- Manter a temperatura corporal;
- Não dar nada a beber;
- Verificar e registar os sinais vitais (ter especial atenção ás características da respiração, pulso e pressão arterial);
- Prosseguir o exame da vítima (C-H-A-M-U);
- Vigilância apertada dos sinais vitais (risco de choque e PCR);
- Manter estes cuidados durante o transporte.

Sem comentários: