Hemorragia digestiva

A hemorragia digestiva (perda de sangue pelo tubo digestivo) é uma manifesta- ção de várias doenças do aparelho digestivo.
A causa da hemorragia digestiva é investigada pelo médico, e pode ser uma lesão inofensiva, que se cura em poucos dias (por exemplo uma erosão do estômago provocada por um anti-inflamatório) como pode ser um tumor benigno ou maligno.

Tipos de hemorragia digestiva:
► Hemorragia digestiva alta: origem na parte superior do tubo digestivo.

► Hemorragia digestiva baixa: origem na parte inferior do tubo digestivo, na maioria dos casos está ligada a hemorragia do cólon.

Sinais de hemorragia digestiva:

■ Hematemeses: Vómito de sangue, (vivo, com coágulos, ou tipo borra de café).

■ Melenas: Fezes com sangue escuro, caracteriza-se pela coloração negra, consistência mole e cheiro nauseabundo intenso. Pode indicar hemorragia do estômago ou intestino delgado. Quanto mais distante do recto for a hemorragia, mais provável será o aparecimento de melenas.

■ Hematoquésias: Fezes com sangue vivo, podem adquirir várias formas: emissões isoladas de sangue (traduz hemorragia do intestino), dejecções misturadas com sangue ou coágulos isolados.

■ Rectorragias: Perdas de sangue vivo durante a dejecção. Normalmente traduz lesões na região do recto e/ou ânus.

Sinais e sintomas:
- Tonturas;
- Sudorese;
- Lipotímia, corresponde à perda de consciência;
- Taquicardia;
- Palidez;
- Hipotensão;
- Rigidez abdominal;
- Podem ainda surgir, dor no peito e dificuldade respiratória.
Cuidados de emergência:
- Manter uma atitude calma e segura;
- Administrar O2 a 10-15 lt/min;
- Manter a via aérea permeável e se necessário aspirar secreções;
- Acalmar a vítima;
- Manter a temperatura corporal;
- Observar as características e quantidade do vómito/dejecção;
- Verificar e registar os sinais vitais;
- Prosseguir com o exame da vítima (C-H-A-M-U);
- Transportar a vítima em decúbito lateral esquerdo, tendo em atenção a possibilidade de vómito.

Sem comentários: